• Imagem logo

Notícias

14/10/2022 17:10

Exposição fotográfica e documental "Tangerinos: rastro de bois, caminhos da saudade"

Ainda dá tempo de ver a exposição fotográfica/documental “Tangerinos: rastro de bois, caminhos da saudade”, de autoria do historiador e pesquisador Miguel Angelo Almeida Teles, em exibição na Biblioteca Central do Estado da Bahia (BCEB), até 31 de outubro.

Os tangerinos, ou “saltamoitas”, termo pejorativo, são descritos por vários lexicólogos e filólogos como indivíduos no Nordeste brasileiro que conduziam, a pé, as boiadas para as feiras ou para outras propriedades. Todavia, apesar de terem legado suas contribuições nas atividades inerentes ao ofício da vaqueirice, na especificidade dos deslocamentos dos animais para os grandes centros consumidores, os tangerinos, valores humanos incumbidos no transporte dessas riquezas, foram praticamente ignorados pela historiografia.

Assim, o projeto “Tangerinos: Rastro de Bois, Caminhos da Saudade”, de Miguel Teles, atualmente em desenvolvimento no Curso de Especialização de História da Bahia da Universidade Estadual de Feira de Santana (EHB-UEFS) desdobra-se, também, em uma Exposição Fotográfica/Documental, homônima, sobre os comboiadores do gado vacum sertanejo para os centros consumidores de carne e de tração animal na zona litorânea da Bahia.

A Biblioteca Central do Estado da Bahia fica na rua General Labatut, 27, bairro dos Barris, Salvador-BA.

A exposição encontra-se aberta pra visitação de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 18h, no Setor de Periódicos, localizado no 1o andar do edifício.

FICHA TÉCNICA
Textos/Acervo: Miguel Teles
Local: Biblioteca Central do Estado da Bahia.
Espaço: Setor de Periódicos (1o andar).
Período: 01 a 31 de outubro de 2022.
Horário: De segunda à sexta-feira, das 08h30 às 18h.

Tangerinos
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.